quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Criação de Jogos

Nome do Jogo: Baralho do DNA
Assunto: Bases nitrogenadas do DNA

Composição do Jogo:
            O Baralho é composto por:
 è 14 Cartas contendo a letra A (de Adenina);
 è 14 Cartas contendo a letra T (de Timina);
 è 16 Cartas contendo a letra C (de Citosina);
 è 16 Cartas contendo a letra G (de Guanina);
 è 5 Cartas de cada uma das seguintes letras: H, B, P, F, O e E (cartas avulsas).
4  èCartelas com o desenho de um DNA sem as bases nitrogenadas.    






Como Jogar:
Necessita de 2 a 4 jogadores.
Um dos jogadores embaralha as cartas e distribui duas para cada participante. Todos deverão receber também uma cartela com o desenho do DNA.
As demais cartas ficarão sobre a mesa para serem compradas.
O jogador que está à direita de quem deu as cartas começa.
O objetivo do jogo é formar as duplas das bases nitrogenadas fazendo a ligação correta entre elas (A com T e C com G).
Cada vez que um participante formar as duplas das bases, poderá marcar com um lápis em sua cartela do DNA a ligação formada entre elas.



Em cada cartela há 15 ligações que precisam ser feitas, e aquele jogador que conseguir terminar a cadeia do DNA primeiro ganhará o jogo.
O jogo se segue com os participantes comprando as cartas do monte de compras uma por vez. Os jogadores nunca poderão ficar com mais de duas cartas na mão. Portanto, sempre que alguém comprar uma carta, uma das que possui na mão deverá ser descartada virada para cima no monte de descarte.
Os jogadores poderão pegar sempre a carta que estiver por cima do monte de descarte, se assim acharem necessário para o seu jogo. Porém, quando um jogador largar uma carta nesse monte, somente o que estiver à sua direita poderá utilizá-la.
Se caso alguém pegue uma das cartas avulsas (H, P, B, F, O, E) poderá descartar também, já que não formam par com nenhuma outra.
Quando o monte de compras terminar, deve-se juntar as cartas do monte de descarte e embaralhá-las para fazer um novo monte de compras. Com isso, se inicia também um novo monte de descarte.
Os jogadores podem fazer no máximo três sequências iguais de duplas de bases.
A---T / A---T / A---T
Ao chegarem no numero máximo, devem fazer um par diferente.
C----G
Nessa situação, mesmo que o participante esteja com uma dupla de A—T (ou C—G) pronta em sua mão, deverá descartá-la para tentar uma dupla diferente.
O participante nunca poderá guardar uma dupla de bases para utilizar depois.

Quando o jogador formar a dupla de bases correta e marcar em sua cartela, deverá deixar o par formado de lado sobre a mesa e somente na próxima rodada poderá comprar duas cartas seguidas, sem direito de descarte.

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Criação de Jogos

Boneco Anatômico

Em EVA será construído um boneco humano, em tamanho real, e os seguintes sistemas: circulatório, digestório, respiratório, excretor, glandular e reprodutor. Os alunos devem posicionar cada sistema em seus devidos lugares no boneco.

Modelo de Boneco Anatômico para futura criação em EVA com  os seus sistemas citados.


Criação de Jogos


Bingo da tabela Periódica

Em cartelas de EVA será escrito os símbolos atômicos da Tabela Periódica. Em fichas menores, do mesmo material constará o nome do elemento químico. O professor sorteia o nome e o aluno deverá marcar com peças coloridas o símbolo que corresponde ao nome sorteado.







Mostra de Ciências

Os alunos do PIBID foram convidados para avaliarem as mostras de trabalhos dos alunos do ensino fundamental.
Cada turma foi dividida em grupos e que pesquisou temas transversais referentes aos PCNs da série e elaboraram maquetes, cartazes, experiências demonstrativas e relataram para os colegas.



quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Monitoria com a 8ª Série

A monitoria foi realizada com a turma de 8ª série da Escola Odão meses de Agosto e Outubro de 2013.

Introdução à Física:
Prática 1:
Materiais:
- Filme documentário de introdução e História da Física

Procedimento:
Assistir documentário e realização de um debate.

Prática 2:
Materiais:
- Fita Métrica
- Cronômetro
- Folha de anotações

Procedimento: Levar os alunos para o pátio da escola, desenvolver mini circuitos com eles para que marquem as distâncias percorridas com fita métrica e o intervalo de tempo com o auxílio de um cronômetro, assim pode-se obter as velocidades médias e as acelerações nos diversos circuitos propostos.

Introdução à Química:
Prática 1:
Materiais:
- Filme documentário de introdução e História da Química

Procedimento:
Assistir documentário e realização de um debate.

Prática 2:
Materiais:
- Materiais trazidos pelos alunos.
Procedimento:
Solicitar que os alunos tragam diversos tipos materiais como arroz, erva, azeite, água, álcool vinagre, sal, pedra, açucar, feijão, entre outros.
Levar os alunos ao laboratório de química e utilizar os materiais para realizar misturas além da separação e classificação das misturas obtidas.



Monitoria com as 7ª Séries

A monitoria foi realizada com as turmas de 7ª série da Escola Odão no mês de Novembro de 2013.

Circuito dos 5 sentidos:
Materiais:

- Caixa de papelão
- Tesouro
- Vendas
- Água
- 2 Baldes
- Imagens
- Materiais diversos para identificações
- Material do código Morse e alfabeto de libras.

Procedimento:
Montar um circuito no pátio da escola para avaliar a utilização dos 5 sentidos por parte dos alunos.

Tato - Pegar uma caixa de papelão, fazer um furo lateral, e colocar objetos de formas e tamanhos diferenciados, então o aluno tem que pôr a mão dentro da caixa e identificar o objeto que está lá dentro apenas com o uso do tato.
Olfato - Identificar através do cheiro diferentes elementos apenas com o uso do Olfato.
Audição - Vendar um grupo de 4 alunos, os alunos vendados serão ligados a um balde por cordas e através da fala serão orientados para que despejem a água deste balde em outro balde fixo ao chão e a uma certa distância deles.
Visão - Identificar elementos dentro de imagens com diversos elementos ou elementos repetitivos.
Paladar - Com os olhos vendados, fazer com que os alunos experimentem diferentes itens comestíveis e tentem identificá-los pelo sabor.
Realizar exercício de elaboração do código morse em libras através de material fornecido aos alunos.


De olho no seu ambiente escolar

OFICINA: REAPROVEITAMENTO DE MATERIAIS

Para dar início as atividades da oficina os alunos foram instigados a olhar de um modo diferente o pátio da escola, por mais que há lixeiras espalhadas em toda parte da escola, os alunos cometem seus "delitos", e os plásticos de balas, pirulitos, tampas de garrafa pet, latinhas  ficam espalhados pela escola depois do recreio.